O abstraccionismo

Não. Não vou falar do Picasso e arte abstracta para mim é coisa ruim. O abstraccionismo que me ocorre, é aquele em que os jogadores do Porto viveram nos últimos 3 anos, abstraídos da realidade do clube que servem.

Ele foi austríacos regionalistas a falar mal de Lisboa, colombianos boxeurs a cantar odes de ódio ao opositor, até o Comandante retornado veio falar, porque era preciso um novo Espírito Santo para fazer cenas tristes em frente às tvs. Viviam no mais puro conforto da realidade Pedrota, onde a Sul residem inimigos, e a capital do Condado é a Inbicta, com suas gentes afáveis.

Mas o Pedrotismo, como todos os outros 'ismos', tem a sua parte dura, e os jogadores do Porto perceberam isso quando voltaram da Madeira, não estando à espera da 'manif' no Aeroporto (os sindicatos não apresentaram números, mas ouvi dizer que eram centenas), e agora é vê-los ir celebrar a Páscoa para a América-Latina, muito indignados, falando em 'mau-ambiente' e 'protestos inesperados'.

O mais carpideiro é mesmo o Colombiano matador, que anda com trauma ao penálti, e já mandou a boca ao Bitópreira para o tirar da 'torre de menagem'.

De qualquer forma, e se continuarmos a jogar à bola como o esperado, não falta muito para vermos novas vigílias à porta do Dolce Vita, com o apoio do 'Somos Porto'.

TEMOS PENA.

6 comentários:

lawrence disse...

Hão-de afogar-se na própria merda!

DeVante disse...

Regresso em força, é isso mesmo Vitto?

Germano Bettencourt disse...

Cá ganda regresso.

O Benfica já teve a sua grande crise. O Sporting está a viver a sua. Eu sei que um dia chegará a vez deles. Gostaria imenso que fosse durante a vida do "adubo orgânico".

Abraço

Roberto Rensenbrink disse...

Vejo, leio e ouço muito gente a falar grosso e a antecipar o título.

Por mim, vou continuar a voar rasteirinho, a não fazer ondas, em contenção absoluta.

Já vimos o que aconteceu recentemente. Euforias antes de tempo não são boas conselheiras. Quando lá chegarmos, celebrar como se não houvesse amanhã. Até lá, registo sóbrio.

zé docopinho disse...

Grande Vitto, por isto è que o cabelo è uma paragem obrigatoria sempre que navego perdido internet fora. Espero que o NGB nao te tire inspiraçao em detrimento do CABELO DO DEUS!

Abraço e aperta com eles todos!

M disse...

só compro a grade de cervejas e só penso no marques quando formos campeões..ate lá...ruído de fundo!