Nova Brigada


Se há uma palavra em comum que todos os Sportinguistas têm em mente quando falam no futuro do Sporting, essa palavra é “Barcelona”. 

Barcelona é "O" exemplo - no que toca a jovens formados no clube e como modelo de jogo - a seguir e que todos usam como ideal do que o nosso Sporting deveria ser.

Quando vi ontem o Wolfswinkel a levar uma porrada por trás logo aos 3 minutos de jogo (como habitual, sem ter sido assinalado pelo árbitro) e nenhum dos outros jogadores do Sporting correu direito ao árbitro e rodeá-lo a exigir um amarelo, vi logo que ainda falta muito para, finalmente, sermos uma equipa a sério.

Há um estudo de uns malucos quaisquer de uma Universidade alemã que demonstra que ouvir música ajuda a jogar melhor futebol. Basicamente, colocaram duas equipas de cinco contra cinco e deram uns headphones a cada um deles. Numa equipa, colocaram uma música sincronizada para os jogadores; na outra, colocaram músicas diferentes e dessincronizadas para cada jogador.  Depois trocaram.

 Resultado: as equipas cujos jogadores ouviram música igual e sincronizada jogaram melhor e ganharam mais do que os que ouviam músicas diferentes e dessincronizadas.

Quem vê o Porto a jogar há anos, repara que ali todos ouvem a mesma música, não importa quem seja o treinador. Muda o treinador, mudam os jogadores e a música continua a mesma. Só o presidente é que continua o mesmo. Não custa muito a adivinhar qual a música preferida de Pinto da Costa.

                                              O que é que a baiana tem? Tem fruta até dizer "Amen"!


Já no Benfica, apenas nos últimos anos assistimos a exibições “sincronizadas” da sua equipa. Precisamente, desde que chegou Jorge Jesus. Quatro épocas depois, é seguro afirmar que esta equipa do Benfica joga ao som da música escolhida pelo seu treinador. (tenho dúvidas se quando o DJ Jesus resolver ir espalhar o seu “som” para outros lados, que a discoteca da Luz continue a ser o sítio in como tem sido ultimamente…)


                                                        "Não quero falar sobre isso", diz Jesus.


Já no Sporting, apesar do bom nome da “casa” que João Rocha tinha deixado nos idos anos 80, temos vindo a assistir à degradação contínua da equipa que se apresentava nos relvados ao fim de semana e que nunca se sincronizou ao som do quer que seja, excepto por breves momentos do consulado de Sousa Cintra e nos anos dos títulos de 2000 e 2002 e ainda no relativo sucesso dos anos de Paulo Bento. 

Ao invés, assistimos a uma cacofonia de exibições individuais, condizentes com a miscelânea de uma qualquer emissão regular de rádio privada produzida por play-lists de “êxitos”, sobretudo, internacionais, quase sempre sem cumprir a lei da rádio que obrigava a preencher 40% de música nacional na sua emissão. Na prática, cada um ouvia a música que queria, especialmente quem ia comprar os tais "êxitos" estrangeiros.

Mas, como já disse antes, por motivos alheios à vontade de Godinho Lopes e do que restava da sua direcção, temos assistido a uma revolução “musical” produzida por Jesualdo Ferreira & os Meninos da Academia. A pouco e pouco, nota-se que os jogadores do Sporting passaram a ouvir a mesma música, ainda que um pouco dessincronizada.

No dia em que, aos 3 minutos de jogo, o Wolfswinkel levar uma porrada por trás e o árbitro ser imediatamente rodeado por Eric, Rinaudo, Ilori e Patrício a exigir um cartão amarelo ao adversário, aí sim, terei a certeza de que os putos de Alvalade já ouvem a mesma música. E sincronizada.


                                                            IceAge - New Brigade

                                                       Linhas de cruzamento paralelas
                                                       não quero ficar para trás
                                                       será demasiado para lidar
                                                       não cair num buraco vazio

                                                       Nova Brigada
                                                       nunca desaparecerá
                                                       irá crescer e crescer
                                                       nunca mais acabará

                                                      Está dentro de mim
                                                      está dentro de ti
                                                      está dentro de mim e de ti

                                                      Isto é um caminho sangrento
                                                      traição é um pecado
                                                      futilidade ao redor
                                                      não podes falhar
                                                      Aliança é a nossa casa
                                                      Estaremos juntos
                                                      reflectir-se-á na Irmandade



 Oxalá o próximo presidente do Sporting não seja duro de ouvidos.

18 comentários:

Roberto Rensenbrink disse...

Ó palerma, pedir cartão amarelo para o adversário dá direito a amarelo.

Miguel insan disse...

Capto adorei o texto ahah

Mas o Roberto tem razão. Tu já o devidas saber. Ainda esta época Acabaste um jogo contra dez por causa desses pedidos

Miguel insan disse...

Capto adorei o texto ahah

Mas o Roberto tem razão. Tu já o devidas saber. Ainda esta época Acabaste um jogo contra dez por causa desses pedidos

Captomente disse...

lol...

Pedro disse...

confundir o nome do grande Aimar com dois lagartos aziados é triste. este blog está cada vez pior. deviam mudar o nome, por honra ao Deus Aimar, e por respeito ao Benfica. sugestões: "Cabelo do Ricky", ou "Cabelo do Labyad". assim pelo menos não havia confusão nenhuma: este é um blog aziadó-lagarto.



DeVante disse...

Pêlos do Rinaudo ficava bem...
Temo que hoje Paulo Baptista terá o seu famigerado jantar servido...

glori88 disse...

Vocês nem na lama param com as manias de grandeza. Olha, ponham mas é os olhos neste Vitória que teve de reestruturar toda uma equipa por dificuldades financeiras...fdx barcelona, tu não te mancas meu filho da puta.

Amigos do Cabelo do Aimar, isto da pluraridade é muito bonito mas ter de aturar este filho da puta (e o outro paneleiro do cú que tira fotos à frente do espelho) a picar o maior do mundo mesmo a agremiação deles estando na merda, é demais.

Puta que te pariu cabrão lagarto, havia de morrer com um pau pelo cú acima.

glori88 disse...

AH e continuam a 30 e muitos pontos de nós. Encontramo-nos no estádio da luz

http://img829.imageshack.us/img829/645/reioscar.gif

Abraços e beijinhos

DeVante disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
DeVante disse...

Alguém que me pergunte ao Alex se hoje jogou contra o Barcelona...

Benfiquista Tripeiro disse...

O que o barça faz é quase impossível de replicar.

Os gajos gastam 20 milhões por ano na formação, vocês estão em risco sério de ficar sem a academia.

DeVante disse...

Fodasse, os viscondes hoje se lhes metesses nas mãos 20 milhões, ui! (Deu-me agora para imitar os gajos da sporcotv)

B Cool disse...

O Barcelona nunca poderá ser um modelo seguir porque o Barcelona não precisa de vender jogadores para equilibrar as contas, mas antes vai comprar jogadores para exponenciar o talento próprio ou para colmatar falhas de plantel.

Qualquer clube português tem que vender, porque não tem capacidade para pagar os salários que os clubes mais ricos podem pagar e porque vivendo em défice de exploração crónico precisa de transferir passes para equilibrar as contas.

O Barcelona pode ser uma inspiração, mas nunca será um modelo replicável num país de pouca capacidade financeira.

B Cool disse...

Quando rodearem o árbitro a exigir cartão devem ser todos amarelados, sejam do Sporting, do Benfica ou de qualquer outro clube. Um jogador deve jogar à bola e não andar preocupado com o árbitro. Há um jogador que tem a braçadeira e como tal é o único que se pode dirigir ao árbitro. Tivessem eles um pouco mais de balls e acabava-se a pouca vergonha da indisciplina dos jogadores que jogam por cá.

Captomente disse...

Foda-se, mas julgam que não sei que pedir amarelo dá direito a... levar um amarelo?? O que quis dizer é que, quando vir os jogadores do Sporting a correrem direito ao árbitro (pronto, sem pedirem amarelo) logo após o Wolfswinkel ter levado uma porrada aos 3 minutos de jogo (como fazem Xavi, Busquets, Piqué e Puyol, assim que Messi cai ao chão), aí sim, terei a certeza que teremos uma verdadeira equipa.

A questão aqui não se trata de pedir amarelo ou não ao árbitro, é uma questão de solidariedade entre os jogadores.

E foi precisamente por isso que fiz a comparação entre o Barcelona e o modelo a seguir pelo Sporting. Presumo sempre perceberão o que quero dizer mas a culpa foi minha, deveria ter-me explicado melhor...

SL

glori88 disse...

O problema do teu raciocínio é mais complexo do que pedir amarelos ou não. É todo uma lógica megalómana de que o Sporting pode fazer um investimento na academia quando a academia até já foi alienada e vocês nem dinheiro para pagar salários têm.

O mito da academia do sporting é das merdas que mais me irrita no futebol português. Já a última fornada de jogadores da academia era de topo mundial, tinha grandes jogadores e ia dar rios de dinheiro ao sporting (ou, ao menos, conquistas desportivas). Pois bem, não deu nada. Zero. Jogadores como carriço estão em equipas medianas, não renderam nada ao sporting e foram eventualmente afastados da equipa principal. Percebe uma coisa enquanto eu estou a ser simpático contigo: o sporting não tem estrutura para ter uma academia que forme Cristianos Ronaldo pura e simplesmente porque está na bancarrota. Percebe ainda que, independentemente de quem seja o próximo presidente, a situação do sporting é algo nunca visto no futebol português. E não me fales de operações coração porque estamos a falar de algo bem pior.

Saudações desportivas (enfiam as leoninas no cú porque não estás a falar com os teus amigos lagartos e esta merda não é o cacifo do deficiente)

The Mask disse...

"Isto aqui não é o Cacifo do Deficiente" foda-se cala-te caralho não me faças rir mais oh glori88!!!

Capto desculpa me meter na tua escrita mas o que tu queres dizer é que gostavas que o Sporting tivesse um Mozer, um Ricardo Gomes, um Paneira e um Veloso na equipa, não precisas de pensar no Barcelona, pensa no teu vizinho da 2ª Circular. Não te lembras, no Benfica já foi assim, até acho que estamos a voltar a isso. Cada vez que vejo o Enzo Perez a mandar vir com os colegas, ou o Luisão a acalmar a equipa lembro-me disso.

Captomente disse...

"O mito da academia do sporting"

http://www.forumscp.com/wiki/index.php?title=Academia_Sporting

Acho piada um lampião falar em "mito" quando se refere à formação do melhor clube português e um dos melhores do mundo a esse nível, quando todos os dias fazem questão de nos enfiar a patranha de que o André Gomes, esse miúdo que chegou ao benfica com 18 anos (!), é a cara e prova da "excelência" da formação encarnada. ahahaha Genial!

(Ah, já agora, manda um mail aos tipos da NextGen a dizer-lhes que, quando convidaram o Sporting a participar naquela competição, afinal, estavam enganados. Há melhores clubes de formação em Portugal. A do Sporting é um "mito".)

E obrigado por essa informação privilegiada que deténs e que resolveste partilhar connosco, comuns mortais, de que o Sporting 'tá na merda. Ainda ninguém tinha reparado.

Caro glorigozo88, o futuro do Sporting está na formação. Sempre esteve. Somos os melhores no meio, mesmo com menos meios. E seja em Alcochete, Odivelas ou no descampado ao lado de Alvalade, é esse o caminho. Só um idiota, como os ex-presidentes que tivemos nestes últimos anos, é que não consegue ver isso.

Mas aprecio essa preocupação, não direi excessiva, mas atenciosa, que demonstras pelo meu clube. Fica-te bem, e por isso mesmo despeço-te agradecidamente com umas...



Saudações Leoninas!