Alagartamen... perdão, Alargamento da Liga.

Eu sou a favor do alargamento da Liga principal para 18 clubes. Aliás, nem deveria ter que estar a tomar posições, porque foi escandalosa a forma como decidiram reduzir a liga, só para salvar a pele a uns, que por acaso este ano estão todos a voltar à tona da água, justa, ou injustamente. É normal que os porta-estandartes do dezasseisismo simulado argumentem com a falta de dinheiro por parte dos clubes, mas a solução é mais que simples, e já é utilizada há bastante tempo, seja nas competições europeias, como nos nossos próprios campeonatos. Se uma equipa não tem dinheiro para competir na primeira liga, dá a vez à equipa seguinte, e assim sucessivamente. Temos equipas que se conseguem sustentar na primeira divisão, e aí estou com o Fiúza, que tem num Gil Vicente a prova disso. Se em Olhão não arranjam patrocinadores, temos pena, mas tenho a certeza que, por exemplo, um Ribeirão ou um Fátima o conseguem.

Estou farto de assistir a paragens estúpidas no campeonato, e se este alargamento me possibilita ver mais 4 jogos do Benfica por época, porque raio iria eu ser contra?

Força Figueiredo, estou contigo!

PS: É sempre bom lembrar o que escrevi aqui, em Fevereiro de 2012, sobre o Boavista.

PPS: Parabéns ao Sporting :), o título do post foi só para enganar eheh ups... mais um título para o Sporting.

11 comentários:

J.A. disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
J.A. disse...

Gostei da referência ao Ribeirão!
cumprimentos famalicenses!

ps.: Alguém me explica o porquê de uma publicidade do Ribeirão aquando dos jogos de futsal do Benfica?

LDP disse...

E alargar os muros das prisões, não?

hertz disse...

Não sei se o nosso campeonato justifica ter 18 equipas. Os estádios estão sempre vazios, as equipas têm problemas financeiros e assim, com mais jogos, terão mais despesas.
Mas por outro lado é positivo por poder ver mais jogos do Benfica e para o campeonato não estar parado umas 2/3 semanas como aconteceu nos primeiros meses da época.
De qualquer modo acho que este assunto do alargamento nunca deveria ser decidido durante o campeonato e principalmente já bem perto do fim. As regras têm de ser estabelecidas no inicio da competição. Tipo, estamos quase no final da época e os gajos lembram-se "ei, bora lá fazer uma reunião para votar o alargamento da liga"? Não acho isso correcto.

PS: Oh Captomente, não há a chance dessa vaca que estava nos jogos europeus do Benfica, ter estado presente nos 2 últimos jogos do Sporting?

rui disse...

Ainda hoje vi o jogo do Belenenses e nem no jogo da festa de campeao conseguem meter muita gente no estadio,enfim..um clube da saudade.

E temo que se continue a perder publico nos estadios

Henrique disse...

Pois Vitto isso é muito bonito, mas uma liga PROFISSIONAL não pode admitir que situações como as da Naval, Leiria, Olhanense aconteçam todos os anos. Isso é brincar aos campeonatos.

Filoctetes disse...

A liga portuguesa deveria ter, no máximo, 14 clubes.

Ou, em contrapartida, enviavam lá 18, 20, 30 ou 40, mas com controle orçamental apertadísismo. Mas para isso era preciso gente séria a dirigir.

Com mais 4 jogos, não há espaço para a Taça da Liga e os jogos europeus vão ser afetados.

Tudo isto é uma palermice!

DeVante disse...

Estou dividido.
Por um lado, quero ver o Benfica mais vezes, por outro lado, concordo com o Filolofontes...fodasse, mas o Estádio do Bessa é brutal!

LDP disse...

Então o sporting dá três de seguida e nem o captoquemente, nem o valderato arranjam tempo na sua preenchida agenda anti-benfiquista para postarem qualquer coisa?

Ou aquilo lá no Marquês está ainda com o trânsito bloqueado?

Roberto Rensenbrink disse...

1) Proença no Porto - Braga.

2) Hugo Miguel em Olhão.

3) Pinto da Costa paga os salários aos jogadores do Olhanense.

O circo está montado.

Valdemar Iglésias disse...

Aquilo do Leiria não ter gente a assistir aos jogos é fácil de compreender.

Ao contrário dos adeptos de outros clubes de outras cidades, os leirienses não se revêem num presidente aprendiz de PC, e suas falcatruas.

Os dirigentes precisam de aprender de uma vez por todas que o clube não é deles, é dos sócios.

Só assim sobrevivem.

Assim se explica que o derby entre o Marrazes e o Leiria tenha tido a assistir 2500 pessoas. Num jogo da Taça Distrital!!