Hóquei em Patins: Portugal 13-3 Alemanha – Bloco de Notas


Os Ursos entraram nervosos e a claudicar defensivamente, situação aproveitada pela seleção alemã que, em dois erros portugueses, saiu no contra ataque veloz e fez dois golos. No entanto a equipa nacional ‘cresceu’ no jogo. A pedido de Luís Sénica começou a pressionar no campo inteiro, deixou os Alemães sem espaço, e conseguiu consomar a reviravolta. Golos de Valter Neves, Luís Viana e João Rodrigues.

-Com a parte mais difícil feita – revirar o marcador – a seleção portuguesa ganhou confiança e um novo ânimo, chegando ao intervalo a vencer por 5-3 (João Rodrigues e Hélder Nunes). Nota para o 4ºgolo (apontado por J.Rodrigues), triangulação sublime ao primeiro toque – H.Nunes, D.Rafael, J.Rodrigues – jogada para ver e rever.

-No segundo tempo, o jogo só deu Portugal, com Jorge Silva em grande destaque ao apontar quatro golos. Ricardo Barreiros e Gonçalo Alves bisaram e estabeleceram o resultado final em 13-3.  

-De salientar o facto de Luís Sénica se ter baseado em dois conjuntos base de jogadores avançados. Na primeira parte utilizou maioritariamente jogadores do SLBenfica (Valter Neves, Diogo Rafael, João Rodrigues e Luís Viana), já no segundo tempo optou por um 4 constituído na sua maioria por jogadores do FCPorto (Ricardo Barreiros, Jorge Silva, Hélder Nunes e Gonçalo Alves). Uma vez que os jogadores treinam uma época inteira juntos, esta opção melhorou o entrosamento na equipa e foi fulcral para construir a goleada.
-O facto da Espanha ter empatado a 2 golos com a Itália coloca Portugal na liderança do Europeu. Com uma vitória amanhã diante dos italianos, os Ursos somente precisam do empate frente a ‘nuestros hermanos’.



2 comentários:

Filoctetes Melibeia disse...

1.º) O Gonçalo Alves é do Porto?

2.º) Falta-nos uma estrela de primeiro plano. São todos bons jogadores, mas falta-nos um Livramento (vá, 75% de um Livramento).

3.º) Esqueçamos lá o «precisar de um empate». Geralmente, isso dá cagada.

Dina Letras disse...

Não, o Gonçalo Alves é jogador da Oliveirense. Mas, tal como o Luis Viana foi integrado no quatro formado maioritariamente por jogadores do SLB, o Gonçalo foi integrado no quatro constituido na sua maioria por jogadores do FCP.