Assunção Esteves

Confesso que comecei este post seguramente uma dúzia de vezes. Este é o post sobre o Eusébio.
Acontece que o ecrã em branco, nestes dias, é uma angústia do caraças, para não dizer como se diz cá por cima, uma angústia do caralho!
Tivesse eu a magia do Ricardo Araújo Pereira e até conseguia contar o episódio da boleia ao King ou da noite mágina no estádio do Everton. Mas, confesso, isso não tenho - só mesmo ele, o RAP, na mais emocionante declaração sobre o Eusébio que ouvi na noite de domingo. Levou-me às lágrimas.
Sou também obrigado a escrever que gostei de ouvir as palavras do presidente do porto e fiquei muito sensibilizado pela presença dos dois maiores representantes do SPORTING CLUBE DE PORTUGAL. Um enorme aplauso para o Sporting.
Acontece que este post só tem a luz do dia porque houve uma besta que abriu a boca e, pasme-se, não entrou mosca. E, mesmo correndo o risco de estar a insultar uma senhora, o que lhe ouvi sair da boca, mexeu de tal modo comigo que a insultei como há muito tempo não insultava ninguém.
Não tenho a certeza se o Eusébio deve ou não ir para o Panteão Nacional, não conheço as regras e admito as reservas que se colocam, mas há questões e questões.
Agora, dizer que "algumas centenas de milhares de euros" são uma questão???
À primeira pensei que tinha ouvido mal, mas fui confirmar.
Para não ter que escrever o que não quero, fico-me pelas palavras do Paulo Garcia - tenho vergonha de ti, sua triste!

Nota: naturalmente não era este o post que eu queria ter escrito sobre o Eusébio. Quem sabe, um dia destes, o passáro da alma me liberta o sentimento que me permita escrever o post que o Eusébio merece.

12 comentários:

André Barros disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Valter disse...

E quanto é que essa vaca de merda (isto para não a ofender) mais a restante manada nos custa por dia?

Ricardo disse...

Esta gaja foi infeliz, mas quem vê um tal de Guilherme Aguiar aziado na Sic Notícias em relação a tanta homenagem a Eusébio com explicações ridiculas de um dos Maiores Cretinos deste país! Um porco, um nojento!

rui disse...

O Guilherme tem alguma razão,não se deve levar as coisas á exaustão senão eles até tendem a perder algum significado.Entre a sua morte em madrugada de sabado,o dia de ontem,e o seu funeral hoje tudo bem. Já tudo falou,já lhe foi prestada a homenagem,ja foi enterrado agora a vida tem que seguir na sua normalidade.

Ricardo disse...

O Guliherme é um boi aziado como tu! Do clube de bairro sem valores. Nojo .

Mg disse...

Há gente que, pelas suas palavras ou actos, não merece o chão que pisa.
Pelo menos que estivesse calada.
Não pedia mais nada.

João Cardoso disse...

Eu não faço ideia se o Eusébio deve ou não ir para o Panteão, não o vi jogar, não me diz mais do que muitos outros ex jogadores, mas conseguir ir ao Velório de uma pessoa falar em mecenatos e custos de trasladação de corpos quando tantas outras pessoas choram a sua morte é triste, muito triste.
Não sendo o Benfica o meu Clube, não tenho grandes duvidas que se fosse pelo dinheiro, os sócios do Benfica pagariam esses tais custos e ainda umas quantas reformas à criatura que proferiu essas afirmações.

rui disse...

Oh Ricardo para já fala-me como deve ser que eu não andei contigo na escola tabem? Eu sei bem o que disse...não vamos levar as coisas para o exagero.Já vi uma noticia o vieira a dizer que para o ano as camisolas vão ter a cara do Eusebio,isto para mim é um exagero.

Ribeiro dos Santos disse...

Quem está no Panteão Nacional? Almeida Garrett, Amália, Aquilino Ribeiro, Guerra Junqueiro, Humberto Delgado, João de Deus, Manuel de Arriaga, Óscar Carmona, Sidónio Pais, Teófilo Braga. Com a excepção de Garrett, João de Deus e Humberto Delgado, contam-se escritores vulgares, políticos medíocres, um tipo que gostava de ser o Mussolini e uma fadista. Realmente é melhor não mandar para lá o Eusébio. Ele merece mais.

lawrence disse...

Nunca vi a senhora tão preocupada com os custos e auto-aumentos faraónicos com que a corja sobrecarrega o orçamento de estado.

NSC disse...

Ha escritor mais vulgar que o João de Deus? E não reduzamos a Amália a "uma fadista" porque o Eusébio não foi so um futebolista.

Tiago disse...

Se se cortasse a reforma principesca da dona Assunção por ter trabalhado 15 dias no Tribunal Constitucional, havia dinheiro para muita coisa.