10 anos da Catedral



Não sou um tipo conservador, mas acho que sou institucional. Gosto de respeitar os símbolos, as pessoas
que representam as instituições, os edifícios que ajudaram a fazer cada um dos momentos passados.
Amei o velhinho Estádio da Luz.
Recordo-me da primeira vez que lá fui, do autógrafo a um tal de Edgar. Do primeiro jogo, do último com o estádio “inteiro” e, claro da despedida com o St. Clara.
Curiosamente, a primeira vez que entrei no novo foi para ver um jogo com o Nacional da Madeira para a Taça. Foi uma sensação estranha porque o antigo parecia mais forte, mais imponente. Nesse dia um croata, de nome Sokota, decidiu um  jogo que estava perdido a dez minutos do fim.
Mas, um jogo atrás do outro e lá fomos percebendo que uma nova Catedral estava a nascer. Momentos fantásticos, muitos. Outros menos bons. Vi jogar o Messi e o Ronaldinho, o Cristiano Ronaldo e o Rui Costa. Sim, claro que vi o Pablito.
Uma pergunta clássica – qual foi o jogo que mais te marcou?
Não consigo responder – o jogo do título contra o Sporting? O jogo em que lá fui com um amigo, cumprir um sonho, uns tempos antes dele morrer? Um jogo com uns mancos em que adormeci na bancada? O primeiro em que lá fui com a descendência? O do ano passado com os Turcos?
Acho que o melhor ainda está para vir porque quem, como eu, se lembra o que era o SPORT LISBOA E BENFICA há dez anos só pode estar otimista tal a evolução que o clube teve.

6 comentários:

Ricardo disse...

E titulos que é bom?!

MeiralVermelho disse...

Vamos lá ver.
Se me perguntas: era importante o SLB ter mais títulos?
Sim, claro.
Mas, a minha reflexão vai noutro sentido. Há, nestes dez anos, alguma área em que o SLB esteja pior do que nos dez anos anteriores?
É que não me parece. Aliás, a diferença é de tal ordem que nem dá para comparar...
MV

Ricardo disse...

Sim, visto que os ultimos 10 anos da velha catedral foram os piores de sempre, estes primeiros 10 do novo estádio so foram superiores na parte do cimento, mas pergunto novamente, e títulos?! Ja agora, será que precisávamos mesmo de um estadio novo? Mantermos o velho seria mais caro? Nao me parece e acabámos por perder o maior Simbolo da nossa história. Curioso que LFV só tenha entrado em ação no Benfica quando lhe cheirou a cimento, tendo ao longo de 10 anos dado prioridade a esse negócio, futebol e títulos... MUITO POUCOS para o nosso tamanho. Alterou estatutos, agarrou-se que nem uma lapa e só sairá empurrado á força!

Paulo Simões da Silva disse...

Jogo que mais me marcou foi certamente um 0-0 com o Inter de Milão. Casa cheia e o primeiro grande jogo europeu da nova Luz. Haveriamos de perder 4-3 em San Siro na 2a mão mas a imagem do primeiro jogo e a imponência do estádio (e do público) naquela noite perduram...

MeiralVermelho disse...

Ricardo, até podemos pensar que estes foram os piores dez com o novo estádio e que os próximos dez serão os melhores dez dos últimos vinte... Que assim seja. Mas, o que eu comparei foi outra coisa: os dez da gestão anterior com estes últimos dez, ou seja, desde 1993 até agora, eu prefiro os últimos dez, de longe. Por isso digo que estamos MUITO melhor. Meu caro, nós agora jogamos na Champions e vamos a finais. Temos uma casa que serve para a final da melhor prova do mundo. Além disso temos equipas competitivas em todas as modalidades e em todos os escalões. E, ganhar, não se consegue num clique. Demora anos e anos e por isso digo que estamos no bom caminho. Se me perguntas e LFV? Talvez, mas estou mais interessado em perceber a qualidade dos que o envolvem. Haverá alternativas dentro do BENFICA?
Não gostei, claro, da mudança dos estatutos.
MV

Pedro Malaquias disse...

Pela positva, o jogo do Fenerbahçe. Pela negativa, o do Porto, para a taça, em que eles viraram a eliminatória.