Gomes da Silva e a desmarcação

Antes de mais, quero dizer que o único programa de comentários sobre bola que vejo (quando calha) é o Dia Seguinte. Os cadáveres ressuscitados pela Bola TV não me agradam, odeio a trindade do programa da TVI (e o jornalista também) e, apesar de até gostar do Hugo Gilberto, os paineleiros da 1 não me prendem. O Dia Seguinte é diferente. Paulo Garcia sabe o que faz, e por vezes, parece-me ser o único jornalista da bola na televisão que realmente sabe o que está ali a fazer. Guilherme Aguiar, tirando as 'portices' do costume, como nós temos as nossas benfiquices (manias diferentes, mas de onde se retira o mesmo sumo), até que é bastante sóbrio, Oliveira e Costa é sempre comédia, e Gomes da Silva, quando não se rebaixa a gozar com os outros, também consegue ser bastante cativante.

Ontem, Paulo Garcia começou o programa indo direto ao assunto. Perguntou a Gomes da Silva, depois de 3 ou 4 minutos a explicar que a pergunta não era para destabilizar, mas sim porque era aquilo que um adepto do Benfica queria ouvir, ali, frente-a-frente, se Jesus tem condições para continuar no Benfica.

Gomes da Silva, durante esses minutos que a pergunta durou, colocou as mãos na cabeça, pensativo, com ar de quem tinha muito para dizer mas não o poderia dizer. Mas acabou por abrir o jogo. Disse que a renovação de Jorge Jesus foi decidida por cinco pessoas

- Vieira
- Moniz
- Rui Costa
- Soares Oliveira
- Não me lembro quem era o outro

É muito bonito o que esta SAD tem feito, com a Benfica TV e com o Museu, e, sobretudo, por ainda não termos vendido ninguém, mas é preciso ver que basta não ganharmos o próximo campeonato para as promessa eleitorais da SAD não se cumprirem.

Não terá sido muito elegante para os cinco administradores da SAD, ver outro ex-administrador da SAD desresponsabilizar-se da renovação semi-divina, mas para Gomes da Silva também não terá sido fácil desmarcar-se daquela maneira, dando a entender que esteve contra a renovação, e que ainda guarda alguma mágoa por ter sido afastado da SAD. Confesso que fico contente por isso ter acontecido, primeiro, porque não acho bem termos um gajo da SAD ali exposto a um jornalista de luxo, que a qualquer momento consegue sacar o que quer dos convidados, mas sobretudo porque agora podemos esperar que o nosso representante, com inside information, nos vá explicando os seus pontos de vista sem se se sentir condicionado. E se a zanga acontecer, é go go go.

12 comentários:

Henrique disse...

Um belo post, com algo de construtivo, finalmente.

No que toca à decisão de renovação do Jesus ter sido tomada a 5, vai um pouco contra a ideia de que o Vieira decide tudo sozinho sem passar cartão a ninguém. O ditado diz que duas cabeças pensam melhor que uma, mas é omisso no que toca a cinco. Até ver, parece-me que as nossas cabecinhas pensantes decidiram mal.

TM2C10 disse...

Oelo Rui Costa nao foi seguramente... tenho 100% certeza disso... logo, percebe-se a validade das declaraçoes...

Pedro disse...

Rui Costa neste momento faz o que Vieira quer. Vieira decidiu renovar com JJ e os outros deram o apoio como dariam se Vieira não decidisse pela renovação.

Nuno Bento disse...

Como se o Rui Costa apitasse alguma coisa no Benfica.

Acredito que a continuidade do JJ foi decidida pelo LFV, com base no medo que fosse parar aos porcos (a pior base para se tomar uma decisão).
Dos outros, lembro-me que Moniz neste defeso esteve com um pé de fora do Benfica (terá sido por causa deste dossier?) e quanto a DSO, para ele JJ é o treinador ideal, porque pode não ganhar nada, mas proporciona sempre bons negócios, boas comissões e boa vida a quem dirige. No fundo, é isso que lhes interessa.

Carlos Atalaia disse...

O outro administrador da SAD é o Rui Cunha. Calculo que nunca depois do almoço.

hertz disse...

"É muito bonito o que esta SAD tem feito (...) sobretudo, por ainda não termos vendido ninguém" E achas isso bom? Não tenhas a mínima dúvida que jogadores como Salvio, Garay ou Matic, ou outros, irão sair e o problema é que o mercado está cada vez mais perto de fechar. Mais uma vez a deixarem as vendas de jogadores fundamentais para o fecho do mercado o que é péssimo. Olha os corruptos, por exemplo, que venderam logo quem tinham a vender mal acabou o campeonato e já contrataram jogadores para os substituir. Tanta incompetência na estrutura do Benfica. O que o Benfica tem feito é uma lição de como não preparar uma época desportiva.

rodes disse...

Uma lição que pelos vistos está difícil de aprender porque os erros repetem-se ano após ano.

Count Zaccone disse...

Hertz, tirando a novela Cardozo as contratações até surgiram cedo. O Garay deve sair e tiveste compras de centrais. Nenhum é um Garay, mas por exemplo o Lisandro veio com boas credenciais. Nos outros casos só se baterem a clausula é que penso que saiam e aí é difícil de prever. Apesar de tudo tiveste a compra do Suleimani e a volta do Amorin.

Em relação às vendas não é assim tão fácil. É preciso que o pessoal queira pagar o que queres, o que aconteceu com o FCP.

Sinceramente o que esta direcção pecou e muito foi o assunto renovação de JJ que ou renovava antes das finais ou não renovava/ perguntava aos capitães o ambiente plantel/treinador, o assunto Cardozo que parece muito mal gerido, e as cambalhotas de algumas negociatas.

Nuno Pinho disse...

A essa estória o Gomes da Silva esqueceu-se de mencionar que o Jesus quis colocar o lugar à disposição no final da temporada e que o presidente estava inclinado a acatar a decisão. A inversão aconteceu quando tomou conhecimento da abordagem do FC Porto. A partir daí, esticou a corda, a ver se o FC Porto se afastava, e, após um período de reflexão, decidiu-se pela continuidade do treinador.
Nas reuniões que o Gomes da Silva falou estiveram presentes Luís Filipe Vieira, Domingos Soares de Oliveira, Rui Cunha, Rui Costa e José Eduardo Moniz. Portanto, uma reunião com quadros a quem reconhecemos, sem hesitações, uma sensibilidade acima da média no que toca à gestão desportiva...

Yilmaz disse...

É pena o Oliveira & Costa se ter transferido para o Dia Seguinte,adorava no Trio quando o Gobern olhava pra ele enquanto ele ia dizando os seus disparates do costume... É isso mesmo,"comédia"..

Mas estas emissðes de blabla futebolístico são belas merdas,não?...

Eu não aprendo estritamente nada sobre futebol vendo isto.

http://www.youtube.com/watch?v=o6FBEFwgOGY

Influência Arbitral disse...

Para se ter sucesso é necessário ter condições de equidade.
Se querem saber quantos penaltis e expulsões o Pedro Proença já marcou a favor ao Porto ou Benfica e a sua influência na alteração da pontuação final, consultem o resumo de arbitragens por clubes nos últimos 5 anos no blog:
http://influenciaarbitral.blogspot.pt

o critério utilizado neste blog para determinar de uma forma objetiva a influência das decisões arbitrais relevantes (penalti ou expulsão) na repartição final dos pontos, classificou-se todos os pontos acrescentados diretamente por um último golo de penalti ou após uma expulsão, como pontos acrescentados com influência arbitral.
Nos últimos 5 anos o Porto já beneficiou de 12 decisões arbitrais favoráveis nos 13 jogos arbitrados pelo Pedro Proença, aproveitando para melhorar o seu desempenho desportivo em 7 pontos acrescentados através de um último golo de penalti ou após uma expulsão do adversário. Pelo contrário nos 11 jogos do Benfica que o Pedro Proença arbitrou nas últimas 5 épocas, em consequência de penaltis e expulsões contra o Benfica acabou por sofrer golos que o obrigaram diminuir o seu rendimento desportivo em (-3) pontos. Aliás com o Pedro Proença, o Benfica só tem 39% de aproveitamento dos pontos em disputa nesses 11 jogos, quando em média nos últimos 150 jogos arbitrados por todos os árbitros teve um aproveitamento de 76,4% dos pontos em disputa.

http://influenciaarbitral.blogspot.pt/search/label/Resumo%20de%20arbitragens%20por%20clube%20%285%20%C3%A9pocas%29

Pedro Almeida disse...

Amigo, altera o título de desmarcação para demarcação e depois apaga isto :-)