Carta Aberta a Rui Costa


[Esta carta já foi escrita faz quase 6 meses, foi publicada no meu blog e tempo depois no Record Online. Várias pessoas me incentivaram a envia-la ao Rui Costa e assim o fiz.. Enderecei à morada do Estádio da Luz com conhecimento ao Rui, porém, até hoje ainda não obtive qualquer resposta. Agora decidi publica-la aqui para ter mais visibilidade e também, para ver se algum de vocês tem maneira de lhe a fazer chegar.]
Rui,
Lembro-me como se tivesse sido ontem do dia em que te despediste dos relvados, aquele dia em que tiraste a camisola e não mais voltaste a vesti-la. Lembro-me da forma como fazias do futebol uma arte, da maneira como honravas a camisola, do teu toque de bola, do sorriso que transportavas cada vez que subias ao relvado… Lembro-me de tudo o que tive o prazer de assistir.
Hoje recordo, bastante emocionada e com imensa saudade as tuas jogadas maravilhosas, aquelas jogadas que só tu sabias fazer. Recordo as tuas palavras no momento da despedida e revejo-as vezes sem fim. Ao futebol fazem falta jogadores como tu, jogadores que preferem erguer a camisola a ganhar milhões mas isso só tu fazias… jogar por amor à camisola.
Desde que me lembro de ver futebol que te vejo como um ídolo, hoje, apenas com 15 anos, tenho pena de não ter assistido a grande parte das tuas jogadas, dos teus golos, como aquele pela seleção, a passe de João Pinto (salvo erro), em que fizeste levantar os 120 mil na Luz. Mas através de vídeos e memórias vislumbro tudo o que a este desporto deste.
Rui, são nomes como o teu que fizeram do futebol o desporto rei, senhores como tu fizeram deste desporto, o desporto que nós todos acompanhamos com entusiasmo  que ninguém consegue ficar indiferente e que é visto por todos como uma arte. Um dia destes gostava de acordar e ver nos meios de comunicação social : “Rui Costa regressa aos relvados” . Seria incrível tal coisa acontecer, pois eu, assim como muitos outros, dávamos tudo para de novo ver-te envergar o Manto Sagrado. Como esse dia , salvo algum milagre, não chega , vou continuar a acompanhar-te e a idolatrar-te como já faço há 15 anos.
Guardo na minha memória as tuas jogadas como reliquias que tenho , e é com todo o orgulho e com um sorriso igual ao que mostravas quando representavas o teu amor, o Benfica, que digo e repito : Tive o prazer de ver jogar Rui Costa. 
Dina Letras

6 comentários:

mats disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
ﻝф‡∆, εζ þĭЬε disse...

sim, eu concordo ctg mas... q resposta querias tu do Maestro?

"obrigado"?
"ta bem"???

Luis disse...

quando fizerem uma pool para o post mais descabido do blog voto neste...

David Duarte disse...

Dina, parabéns pelo texto! Eu, ao contràrio de ti, tive o prazer de ver o Rui Costa jogar. Alias posso mesmo dizer que a minha relação com o futebol fez-se ao ver Rui Costa jogar.

Primeiro nas camadas jovens de Portugal com as vitorias nos diferentes Europeus de putos, no torneio de Toulon ou ainda o auge com o Mundial de 91. Depois com a camisola do Benfica e em especial nos 4-4 de Leverkusen onde ele faz três assistências ou ainda nos 2-1 ao Parma onde na jogada do golo de Isaias està concentrada toda a classe deste jogador (tendo sido ainda ele a marcar o segundo).

http://www.youtube.com/watch?v=wEWEvUIEkAQ

Depois em Florença onde com o Batistuta formou uma das melhores duplas ao mundo (ele a fazer assistências e o Batistuta a marcar... classe e elegância ao quadrado!). A consacração em Milão onde ganhou os titulos que lhe faltavam pois preferiu ir para a Fiorentina em vez de ir para o Barcelona (a Fiorentina oferecia mais dinheiro ao Benfica mas um salàrio mais baixo. Ele foi na mesma jà que o Benfica entrava na sua crise financeira).

E finalmente o regresso! Um dos poucos no mundo do futebol que cumpriu o que prometeu e regressou à casa mãe em condições de jogar).

O Rui Costa marcou a minha visão do futebol. Graças a ele para mim é inconcebivel jogar sem um numero 10 (posição em vias de desaparecimento : hà o Aimar, o Riquelme e poucos mais). Compreendo essa paixão que sentes!

P.S.: Vitto, o que é isso de permitir a meninas de 15 anos de entrar neste antro?!? NJão hà leis contra isso?

David Duarte disse...

"Eu, ao contràrio de ti, tive o prazer de ver o Rui Costa jogar desde o inicio da sua carreira", queria eu dizer.

POC disse...

Então se a Dina tem 15 anos como é que venho para aqui asneirar?! Estou a sentir-me mal cara...ças.

@Dina Letras, o jogo pela Selecção, contra a República da Irlanda, estádio cheio, grande chuvada...foi memorável. E foi o primeiro gajo do planeta Terra a gritar golo. Tenho testemunhas. Estava lá, quando vi a bola descer para a barra, percebi que ia cair para dentro. Sou um génio. Obrigado.