Nova Entrevista - Já para a semana


Jornalista no mundo do futebol durante 20 anos, acabou por abraçar outros projetos da mesma área.

Conhecido pela sua irreverência e por, assim como Marinho, saber bem o que anda nos bastidores da nossa bola.

E agora, também adivinham quem é?

PS: Para todos os meus amigos benfiquistas que debitam imbecilidades esta noite contra as teclas de um computador, vejam a análise ao jogo vista por um Sportinguista. Ponham Ojólhinhos!
http://sportingautentico.blogspot.com/2012/02/senti-pena-do-benfica-esta-noite.html

11 comentários:

Bcool973 disse...

Tirar o aimar, meter o djalol e deixar o gordo em campo pode ser assacado ao jesus ...
PS - entrevistem o emersom e raptem-no

Vitto Vendetta disse...

Tens sempre boas ideias, Bcool!!!

Anónimo da Silva disse...

é o gajo do bombástico?

Vitto Vendetta disse...

Talvez...

Sísifo disse...

«Espaço, espaço e mais espaço, o Benfica é um doce e no jogo da Luz o Zenit fará golos sem grande caso.»

«Cardozo: desapareceu do jogo com a saída de Aimar.»

Só não concordo com uma coisa: não foi o Cardozo que desapareceu do jogo com a saída de Aimar, foi toda a equipa.

Em suma, o que ele escreve é que o Benfica joga um futebol lindo de morrer,mas é suscetível de sofrer golos porque se balanceia para o ataque à maluca.

Parafraseando um conceito da NBA, o ataque ganha jogos e a defesa campeonatos A não ser que se tenha um plantel como o do Barça ou do Real.

Por outro lado, o sportinguista tocou mas feridas que se apontam ao Jasusi: tirar o Aimar para pôr o Djaló? Esta vai-me levar muito tempo a digerir. Muito mais do que a sua contratação. Ele, como Emerson, não tem culpa: quem o mandou vir é que deve levar na mona.

Vitto Vendetta disse...

Concordo com um aspeto que referes. A culpa é de quem o mandou vir (ao Jáló.)

A nossa defesa é boa, tirando o Emerson, e chega perfeitamente para ganharmos este campeonato (nós temos Emerson, eles têm Bitópreira.)

MM disse...

"Não foi o Cardozo que desapareceu do jogo com a saída de Aimar, foi toda a equipa."

Não é verdade, depois da saída do Argentino o Benfica continuou a criar muito perigo, perigo esse suficiente para ganhar o jogo, só que de forma diferente: os 2 perfis de jogo não são iguais mas para o adversário o futebol directo e apressado pós-Aimar deixou aliás (ou inclusivamente) uma sensação no jogo de maior sofrimento na AAC. Aumenta a velocidade do jogo, a tensão ou os níveis emotivos também e tudo isso faz o adversário tremer. Isto para o golo que faltava porque era a missão do Benfica e de Jesus naquele momento assim passados 65 ou 70 minutos com o jogo ainda por desbloquear.

O perigo, todavia, também aumentou, e depois da saída de Aimar a Académica de 5 em 5 minutos ameaçou de forma muito séria. Metade das ameaças foram concretizadas e por 2 ou 3 vezes conseguiram levar a bola até à outra ponta do campo deixando o Benfica na iminência de sofrer um golo. Jogo menos controlado - sem Aimar - com consequências positivas e negativas.

São opções e riscos que Jesus naquele momento correu. O que têm de se lembrar é: passaram 70 minutos e o golo faltava - o treinador precisava por isso de fazer algo que alterasse essa condição.

Hugo disse...

Vito,

É o José Carlos Soares, certo?

Quanto à análise do MM, ela é lúcida e, em grande parte, concordo!Mas é normal que os nossos adeptos, toldados pela emoção se deixem levar pela onda das criticas ao treinador e jogadores..

Contudo, não deixa de ser lamentável que se tenha criado esta onda negativa quando tanto campeonato está por disputar...

Para mim, o problema é só um, o fantasma Porto que assola a mente dos adeptos mais medrosos que não conseguem olhar para além das últimas duas semanas...

Obviamente que devemos estar atentos, preocupados com esta perda de pontos mas, porra?!?Medo do Porto porquê?!?

Não temos mais do que qualidade e condições para os vencer?!?

Abraço!

Carrega Benfica!!!

Vitto Vendetta disse...

Não, não é o Zé Carlos. (tás a ler Anónimo?)

Pedro disse...

Fui ler o que o sportinguista diz e não vejo o que é que lá está possa contradizer a opnião generalizada dos blogs benfiquistas sobre as opções de Jesus...tivemos azar? Sim tivemos. Fomos roubados? Sim fomos. Fizemos tudo o que estava ao nosso alcance para vencer? Não, definitivamente não.

Jesus com a táctica q teimosamente (pq será?) escolhe tira qualidade de jogo à equipa. Reduz as possibilidades de vitória. Se a bola entra num daqueles lances tínhamos os três pontos mas tínhamos igualmente a mesma preocupação. Pq mais jogo menos jogo vamos voltar a cair, vamos voltar a mostrar estas fragilidades pq Jesus não muda. Não quer mudar mesmo quando as evidências lhe esfregam na cara que está errado.

Anónimo da Silva disse...

é normal que eu falhe nas minha previsões. Afinal sou jornalista da abola não é?
Vais ver quando chegar o defeso se não invento 30 nomes de reforços por dia.