Quanto tá o Irracional? E tamos a jogar bem?

Há certos aspectos da mente humana que acho que vão ser impossíveis de algum dia serem percebidos na sua plenitude. E um dos que mais me intriga é a atração que o bicho Homem tem pelo que lhe faz mal.

Por exemplo, eu sou um amante da Natureza e defensor da preservação do ambiente. E no entanto, a Natureza é uma grandessíssima bastarda de merda e injusta para comigo. Eu como um bocadinho de fiambre estragado e fico logo num estado em que só me fica faltar cagar a alma e só sai matéria tão consistente como o sucesso desportivo do Benfica. Ou então apanho frio uma horita junto à entrada de um shopping e arranjo logo uma gripe de caixão à cova.
Enquanto isso, a minha cadela bebe água da retrete às litradas e gosta de se rebolar nas poças de água da chuva em pleno Inverno e anda aí viçosa que nem o Markovic a rasgar o meio campo portista.

Tão mau ou pior do que o exemplo acima, é o meu Benfiquismo.
Uma época como a de 2010/2011 já devia ter sido suficiente para que eu me passasse a interessar muito por ténis e a largar o futebol. Mas não! Bora lá ver mais umas humilhações em 2011/2012. E mais umas em 2012/2013, que nunca é demais. E antes de 2010 tinham sido poucas também, né?
E este ano, de volta à carga, acompanhando os jogos, consultando calendários e pensando em cenários. E não sei muito bem porquê, mas a minha confiança no 33º é total!

Juro que não estou a ser irónico.

Perdemos o jogador mais fundamental, fosse porque ele queria muito sair, fosse porque temos as contas mal (ao contrário do que nos dizem) e é preciso vender? Não faz mal. Acredito que teremos Ruben Ozil Amorim sem lesões até ao final da época.

O treinador numa só frase destroça a formação e um jovem promissor, depois de proscrito, é vendido a um empresário cuja segunda cor é o azul (a primeira é a do dinheiro)? Paciência. Eu já estou mesmo a ver o Bernardo Silva a marcar o golo da vitória no dragão, nos descontos, a passe do Cavaleiro!

Não sei de onde vem esta confiança, sobretudo porque desde há uns anos para cá que o Benfiquista não pode sonhar muito. Não pode! Porque o sucesso não se mede em títulos, mede-se em contas. E há que manter os pés na Terra e continuar o longo caminho da recuperação daquilo que o vale e azevedo estragou.

Talvez seja por olhar para os azuis e vê-los jogar pior que nós. Talvez seja pelo fim da patente sobe o Viagra da Pfeizer, que vai ajudar a manter o presidente do porto longe do futebol, como aliás já se viu em duas ocasiões:
 - O clássico foi a um Domingo e só na 5ª feira seguinte o proxeneta vem denunciar mais uma ofensiva centralista de Lisboa ao Norte que não se rende jamais.
- Um dos mais importantes elementos do plantel, um capitão, em campo e no balneário, sai a custo 0 para uma equipa secundária do Qatar. E não sai no fim da época, sai a meio!
"Atôum mas eu já nem o núqueleo da equipa cunsigo mánter duro, pênso eu de que?"

Talvez seja por estarmos em primeiro depois de um início sofrível, depois de já termos ido a vários terrenos difíceis, e sem contar a maior parte do tempo com Salvio ou Cardozo.

Não sei de onde vem esta irracionalidade, mas sei que acredito! Acredito no Campeonato, na Taça e na Taça da Liga.
JJ, Vieira, por favor...não estraguem tudo (outra vez).

6 comentários:

artnis disse...

Estou contigo e com os teus desejos ...

com igual e ainda mais cansada irracionalidade!

GS

Luke Psywalker disse...

..E a fanfarronice está a acordar.

Alberto disse...

Acreditar acredita-se sempre. O ano passado foi um soco do caralho, acho que ainda estou condicionado por isso.

LDP disse...

Acreditar acredita-se sempre, estou de acordo. Mas só mostrarei confiança em alguma conquista quando matematicamente foi possível.

Não sou infiel, simplesmente vejo o meu clube a bater recordes época após época mas depois a equipa da estrutura inabalável acaba por levar a melhor nem que seja com um penalty a um metro e setenta e oito centímetros de distância da grande área, ou com um defesa central careca a pentear a bola em fora de jogo, ou ainda super heróis verdes, logo com mais força nas pernas que um ser humano normal, a caírem em grandes áreas ao mais pequeno espirro. Ano após ano...

Shiver disse...

Bora lá acreditar.

Luke precisas de um espelho para pores lá em casa?

trindademind disse...

Mas aí, como é óbvio, os louros da vitória nunca serão nem de LFV ou de JJ. Serão da sorte, do demérito dos adversários, dos adeptos... Já estou mesmo a ver...