À porto

O sr. António lá do estacionamento é o único sportinguista que eu conheço.
Quer dizer, não é o único, mas para dar um ar National Geographic ao post, optei por pensar no sr. António desse modo.
Ele foi sempre sportinguista mesmo quando a luta era, semana a semana, com o Guimarães e o Nacional pelo primeiro lugar sem acesso à Liga Europa. Mesmo nesses dias, ele era do Sporting.
Há anos - mesmo muitos - que lhe venho dizendo uma coisa: o nosso (meu e dele) campeonato é o segundo lugar porque o primeiro tem sempre o mesmo destino. Umas vezes ele confia na minha teoria, outras há em que prefere correr atrás do sonho.
Esta época, por imposição dos resultados verdes, o caminho trilhado pelo Sr. António levava-o pelo sonho do título.
Só que o futebol português é o que é e lá apareceu a cena do costume. Em casa de um amigo, ainda antes da bola se aproximar da área disse "vai ser penaltie". E foi. "Ele vai dar um amarelo por simulação", alguém disse acrescentando - "o avançado é que deu um pontapé nas pernas do defesa."
Pois. Foi isso, mas havia mais e...
O dourado apitou e decidiu. O carniceiro rematou e fez o golo.
Não serve de nada a frase "eu bem o avisei" porque a realidade é o que é e nada mais havendo a dizer, chegou-me via sms: Afinal tinha razão. Não temos hipóteses!!

6 comentários:

PM disse...

Sempre que os corruptos precisarem a ajuda vai chegar. Num penalty, num livre, numa expulsão. É a "vitória à Porto", nisso estou de acordo com o palhaço do Fonseca.

Mas também digo outra coisa, a equipa dos corruptos nem com os arbitros este ano vai lá chegar. O Fonseca é muito fraquinho. Vai ser ajudado aqui e ali (alô Coimbra?) mas não vai chegar.

Sendo sportinguista, digo que o Benfica continua a ser o grande favorito a ser campeão.

V. Branco disse...

Isto é um não assunto.
Detesto uns e outros mas a verdade é que não há ilegalidade alguma. O penalty sobre o Ghilas é falta, e é dentro do tempo de jogo. Nada a dizer, a não ser "temos pena" à lagartada que no ano passado tanto se deliciou com os nossos 92 minutos!
O terceiro golo do sporting é que nasce de um lance que não é penalty! Agora virem chorar que o jogo começou 2 minutos e tal depois??!! Retardassem eles também o início da segunda parte! Além de que e se houvesse uma lesão que obrigasse o jogo a estar 5 minutos parado, queiram o quê, para o outro jogo também?? E se estivesse a chover torrencialmente e um dos jogos suspenso, também paravam o outro?? Uma coisa é certa, não há um únioo jogo que o sporting não ganhe que não venha chorarr, berrar, inventar casos. No fundo nada como levantar cortinas de fumo a procurar culpados em terceiros.

Benfiquista Tripeiro disse...

Aquilo é penálti em qualquer lado, é claríssimo! Como é que é possível vires dizer que aquilo não é falta? Há um agarrão claro que continua dentro da área. O defesa do marítimo ganha a posição em falta, é claro como água.

O sporting não tem razão nenhuma. Se calhar, se tivesse um delegado experiente em vez de ser o presidente armado em fino, o jogo tinha começado ao mesmo tempo. No ano passado o porto tentou fazer a mesma gracinha na última jornada e o nosso jogo também começou mais tarde. Era óbvio que os andrades iam tentar começar mais tarde, mas não me parece que isso tenha influenciado nada. A segunda parte então, começou com 45 segundos de atraso. Isso é alguma coisa? O que começa a acontecer é que as pessoas já não ligam ao que o Bruno Carvalho diz, fica a falar sozinho, ninguém lhe responde. Já com aquela boca de nós festejarmos por estar em primeiro foi igual, ficou a falar sozinho. Que figurinha.

Alberto disse...

Também acho que o BdC devia ponderar mais as vezes que fala. Se concordo em muitos casos que ele fale, às vezes chega a roçar o ridículo. Acho que ele reage assim a quente, devido ao facto de (pelo menos parecer) ser um adepto ferrenho, mas acaba por prejudicar, porque depois se começa a desvalorizar tudo o que ele diz, acertadamente ou não.

LDP disse...

Não estou de acordo com os comentários. A regras são claras, em jogos deste tipo e com as decisões em causa, devem começar ao mesmo tempo.
Aceito 30 segundos ou 1 minuto de diferença, mas não que uma equipa caminhe mais lentamente dos balneários ao terreno de jogo só para poder jogar com a expectativa e o conhecimento prévio do que se passa com os seus adversários noutros estádios. O penalty é claro. Não se pode usar o argumento de um jogo acabar mais tarde do que outro, mas ambos deveriam ter começado com pouca diferença de segundos.

Mas é isto o futebol português: manhas atrás de manhas, jeitinhos e compadrio. Sempre ás claras porque quem subverte os regulamentos desde há décadas nunca foi parar com os cornos á segunda divisão, como em outros países.

Agora vão deixar as coisas acalmar e daqui a umas semanas estamos a levar com arbitragens habilidosas outra vez para ver se Benfica ou Sporting não se afastam demasiado da equipa do Outrora Fonseca.
Já todos vimos este filme demasiadas vezes para ficar surpreendidos.

E por falar em surpresa, vistos os factos ocorridos em que o Sporting foi claramente comido e espezinhado, eu é que estou surprendido porque o Valdemar, sempre muito preoupado com episódios passados (tanto la taça da liga como noutras competições), não veio ainda ejacular um pouco do seu fel...será que é porque não pode meter o Benfica ao barulho?

Roberto Rensenbrink disse...

1.º) Não sei por que razão o adepto lagarto se queixa. Afinal, a sua segunda (primeira?) equipa passou. Não foi por isso que celebraram o ano passado o golo do Kelvin? O quê? O ódio ao vermelho cega-os ao ponto de, desde que o lampionismo perca, aceitarem e aplaudirem a vitória de outro clube que não o seu de primeira apanha? Temos pena...

2.º) O penaltie é clarinho. Há agarrão uma vez, agarrão segunda vez... Quando muito, pode questionar-se a falta de neurónios do defesa do Marítimo.

3.º) O atraso no Dragão foi, obviamente, intencional e mais uma das trafulhices a Norte. What did you expect? Fairness? Please!!!

4.º) O Sporting foi anjinho em Penafiel (aí, o ridículo que treina o Porto tem razão). Em vez de cavalgar à procura de mais golos para salvaguardar qualquer hipótese, considerou que a coisa estava feita e gastou os últimos minutos a trocar a bola. Pa-té-ti-co!

5.º) A Bruno de Carvalho falta em postura institucional o que sobra em lagartismo, daí que ele fale e agrade às massas, mas também se exponha em demasia. O pés para a cova não passa o tempo a cuspir veneno, fá-lo cirúrgica e esporadicamente. Já o Vieira, era preferível que falasse uma vez por ano... de preferência para anunciar abandono do clube.