Carta aberta aos jogadores do Benfica

Vivo longe da nossa maravilhosa casa, mas tenho sempre o Benfica comigo. Desde que me lembro de existir que faço tudo para ouvir/ver todos os jogos e apenas uma impossibilidade faz com que não meta em suspenso a minha vida durante os dias dos jogos (sim, porque isto de ser benfiquista não é apenas parar durante os 90 minutos dos jogos : é não ter concentração suficiente para fazer o que quer que seja nas horas que antecedem mas que também se seguem aos jogos). Entre as centenas e centenas de jogos que acompanhei do Benfica (no Estadio, pela televisão ou então, quando era criança, pela radio nas tardes de domingo) apenas um não consegui ver até ao apito final por ter sido demasiado doloroso : esse maldito 7-0 em Vigo. De resto, sempre presente até ao fim, fossem eles jogos felizes ou tristes porque essa camisola que vocês vestem provoca um efeito irracional em mim, qualquer coisa que vai além da realidade concreta : ela representa algo de superior, dificil de manifestar por palavras, jà que mora no mais profundo sentimento e emoção.

Se eu vos escrevo directamente, num texto que mais parece ser uma carta de criança ao Pai Natal do que palavras saidas de um adulto de 32 anos, é porque sinto uma grande desilusão quando olho hoje em dia para o Benfica. Por muitas razões que não vou desenvolver aqui, mas que vocês merecem conhecer resumidamente devido ao facto de vestirem a camisola da minha vida :

1°. Perdi toda e qualquer confiança naquele que deveria representar todos os benfiquistas : o Presidente Vieira. Sinto-me enganado e sinto que continua a enganar os benfiquistas. Quando chegou fez muitas promessas. Prometeu equilibrar as contas do Benfica e a verdade é que, se num primeiro momento conseguiu tirar o Benfica do abismo, nos ultimos anos parece estar a conduzi-lo novamente para as profundezas da desgraça com contas que hipotecam o nosso futuro. Depois prometeu o sucesso desportivo e esse nunca existiu. O sucesso desportivo no Benfica não é estar na luta pelos titulos : é ganhar titulos. Não foi por disputar titulos até ao ultimo jogo que o Benfica tornou-se no maior clube português e num dos maiores da Europa. Foi por ganhà-los.

2°. Perdi a confiança no nosso treinador. Mérito lhe seja dado. Voltou a meter o Benfica na luta, sempre na luta. Mas a verdade é que o resultado final é o fracasso, sempre o fracasso. Por vezes a culpa não foi dele. Por vezes o azar decidiu. Mas a verdade é que quando o azar se repete e torna a repetir-se (e jà là vão quatro anos de azares) a verdadeira causa dos fracassos não se encontra em forças estranhas que decidem do nosso bom ou mau destino : encontra-se na incompetência. Vocês saberão melhor do que eu do real valor de Jorge Jesus, até porque trabalham com ele todos os dias. Poderão mesmo dizer-me que estou errado ou que estou a ser injusto. Mas a verdade é que é isto que sinto e que uma boa parte dos benfiquistas sentem igualmente.

Por que razão escrevo então directamente para vocês com a consciência de que muito provavelmente nem vão ter conhecimento desta carta? Por uma razão muito simples que jà apresentei por duas vezes neste texto : porque são vocês que vestem a camisola que eu e muitos milhões gostariam de vestir. E por esta razão são vocês, mais que qualquer outra pessoa por Presidente ou treinador que seja, que podem mudar este estado de espirito deprimente no qual me encontro e no qual muitos benfiquistas se encontram comigo.

E para tal não precisam de fazer grande coisa. Não vos peço que ganhem todos os jogos. Nem vos peço que ganhem os titulos de que um grande clube como o Benfica precisa para viver. Peço-vos, pura e simplesmente, que façam por ganhar esses titulos, que se entreguem a cada jogo como se fosse eu ou os milhões de benfiquistas que sempre tiveram esse sonho louco de jogar pelo Benfica. Essa é a vossa responsabilidade! Os vossos estados de alma não interessam. As vossas opiniões sobre a tactica ou funções que o vosso treinador vos atribui não são para aqui chamadas. O que aqui é importante, é que vocês tenham consciência que, cada vez que entram em campo, não são vocês que jogam no relvado : é o Benfica, ou seja, são os seus socios e adeptos que, por mero acaso divino ou natural, não têm a habilidade com a bola nos pés que vocês têm.

Disse no inicio desta carta que este texto mais parece um texto de uma criança ao Pai Natal. Pois, é verdade e não tenho vergonha nenhuma em admiti-lo. Afinal, todos os adeptos são aquelas crianças que um dia ficaram fascinadas com essa camisola que vocês vestem e que cada vez que a vêem voltam a sentir esse fascinio que foi, na realidade, um segundo nascimento. E esta é então a prenda de Natal que eu quero : até ao final da época não voltar a ter a sensação, no final de um jogo, que vocês não deram tudo pelo Benfica e pelos benfiquistas como tem acontecido nos ultimos meses. Podem ter a certeza de uma coisa : se derem tudo o que têm, por muito mau resultado que obtenham, não ouvirão um unico assobio.

Deixo-vos aqui uma foto que um colega vosso e grande jogador, grande benfiquista, deixou na sua pagina do facebook : o Bernardo Silva.

Fonte : Blog de Leste

Abraço e VIVA O BENFICA!!!!

12 comentários:

Julio Machado Vaz disse...

Meu Caro,

A candura do seu texto enterneceu-me. Receba um abraço do Júlio Machado Vaz.

POC disse...

David, não era preciso o texto para saber que és um dos meus, dos nossos.

Está fantástico e espelha aquilo que sinto. E que resumo da seguinte forma: jogos maus acontecem a todos; mas dar tudo em campo é o que nos faz ter orgulho nos nossos.

"Mostra tua raça, o querer (e o crer) e ambição". Bastava isto. As taças vinham logo a seguir.

Um abraço grande.

artnis disse...

Caro David

Desafortunadamente, com esta parelha, o Sport Lisboa e Benfica
está irremediavelmente doente.

Enquanto aqueles de que TODOS NÓS nos recordamos, que jogaram com Honra e sobretudo SEMPRE (mas SEMPRE!) respeitaram o Glorioso emblema que usaram na parte da frente da camisola, forem preteridos em favor de 'carrapatos' e outros parasitas ...

estamos entregues aos bichos e à bicharada!

Abraço Glorioso


















lawrence disse...

Júlio Machado Vaz realça a candura do texto.
Eu vou mais além e realço a candura de todos os que representam o S.L.B. ao nível do futebol.
Pena é que ao nível do "estar" no desporto, só há prémio para o "fair-play"!
Como tal, arriscamo-nos a mais uma vez não haver taça ou troféu para o museu!

Bernard öZilva disse...

Bieira é um fala-barato

Jazus é um loser

Bernardo é um Santo

Há que confiar nele...

Vitto Vendetta disse...

Verti duas pinguinhas. Grande abraço pá.

Zé Ninguém disse...

Grande abraço David! Muito obrigado

David Duarte disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
David Duarte disse...

Obrigado pelas vossas palavras.

A verdade é que este texto foi inspirado no facto de, quando o jogo contra o Arouca terminou, eu não ter sentido nada. Um vazio completo como se o Benfica não ganhar jà nem provocasse um sentimento de desilusão ou de revolta. E é isto que é triste : chegar a um ponto em que, pelas mais variadissimas razões, um jogo do Benfica não provoca nada em mim e nos benfiquistas.

Não confio em Vieira para mudar isto. também não confio no Jesus para essa missão. Para além dos meus camaradas benfiquistas, so os jogadores podem fazer alguma coisa. Espero que palavras como estas, que eles com certeza jà leram/ouviram nesta época, tenha algum efeito.

pitons na boca disse...

Em relação à imagem que o Bernardo Silva terá colocado no facebook dele... epá, mas o nome que aparece na parte da frente das camisolas não é "Meo"? o.O

jzz disse...

David: excelente texto,parabéns!

Vitto: cuidado com isso das pinguinhas, pode ser próstata.

Korapilo disse...

Concordo plenamente com tudo o que foi dito! Amens!

E realmente a candura do texto só se compara À candura do Vieira, que, como diz o meu pai: 'não percebe nada daquilo'. Não vou tão longe, perceberá talvez mais do que eu.

Mas estamos fartos deste pseudo futebol, pois estamos!?