Opinião: Ivan Cavaleiro

À semelhança do que aconteceu com André Gomes, também com Ivan Cavaleiro ficamos na dúvida se JJ pretende lançar ou queimar os jogadores quando os lança, ainda inexperientes, em jogos da UCL aos 80min à espera que façam milagres. É verdade que são jogadores com enorme potencial, opções claras e credíveis à equipa A, no entanto, vêm de uma equipa B e poucos minutos tiveram no campeonato com a principal equipa.

Ficou bem patente, no jogo diante da Académica, que Ivan Cavaleiro faz praticamente esquecer Salvio na ala esquerda. Está, igualmente, bem claro que o Ivan é um jovem com imenso potencial, bastante rápido, entra na área com relativa facilidade e faz golos dignos de um ponta de lança. Com apenas 19 anos, e portanto com margem de progressão, Ivan pode e deve ser aposta de JJ, mas em jogos do campeonato para se ambientar ao futebol da equipa A. Quanto a ser aposta na Champions, critiquem-me se assim o entenderem, mas na minha opinião só em jogos já resolvidos para ganhar experiência no futebol europeu, ao invés de ser lançando em jogos como o de ontem, onde estamos a perder por 1-0 e a vitória é obrigatória. O jovem entra aos 80min nervosíssimo, por consequência não faz aquilo que melhor sabe, nem aquilo a que nos tem vindo a habituar.

Com isto estou longe de dizer que a culpa da derrota foi Jesus ter colocado o Ivan, longe disso, ontem vimos o melhor Benfica desde Amesterdão. Um Benfica que massacrou o adversário do primeiro ao último minuto mas que claudicou num momento defensivo e na liga onde jogam os melhores do mundo, não há espaço para erros crassos e infantis como o de ontem.


Domingo há mais! Por vós, por nós e por Deus Aimar vençam isso! 

13 comentários:

LDP disse...

Ninguém fez esquecer Salvio.

Ponto final.

"ficamos na dúvida se JJ pretende lançar ou queimar os jogadores quando os lança, ainda inexperientes, em jogos da UCL aos 80min à espera que façam milagres." Eu fiquei na dúvida se tu querias fazer um post sério ou humorismo...

formatted error free disse...

querias dizer "faz esquecer Djáló", Deus Aimar nos livre!

hertz disse...

O Ivan não foi lançado "do nada" nesse jogo. Houve o jogo da Taça em que muitos jovens jogaram. O Ivan esteve bem e face as lesões dos extremos e a ma forma de outros, teve a sua oportunidade. Jogou contra o Olympiacos, depois contra o Nacional, novamente contra a Académica. No jogo em Atenas, a equipa atacava e estava em busca dum golo então o JJ decide meter o Ivan, apostando na sua velocidade e irreverencia. Não vejo isso como queimar o Ivan mas sim uma aposta num jogador confiante e que poderia ajudar a equipa a chegar ao golo. Infelizmente isso não aconteceu.

Zé Ninguém disse...

Concordo parcialmente.
Não quer queimar ninguém, estou seguro, mas sim, a Champions é um palco para uma outra experiência, principalmente quando a vitória não está assegurada. Não sei se faz mal ao jogador entrar, mas claro que a pressão não ajuda a que a exibição seja a que o talento permite

rui disse...

O maior cu real madrid ja despediu o jejum?

Benfiquista Tripeiro disse...

"...que Ivan Cavaleiro faz praticamente esquecer Salvio na ala esquerda."

Credo.

Benfiquista Tripeiro disse...

Ah, é verdade. O Salvio na ala esquerda? Achas mesmo? Sabes quem é o Salvio, ao menos?

joão carlos disse...

o mais que podia ser era na ala direita, fazer esquecer salvio de ser brincadeira, depois em coimbra foi dos piores jogos do ivan na equipa A.
se achas que é queimar um jogador ao fazê-lo entrar aos 80 minutos no seu quinto jogo sendo dois deles a titular e sendo o seu nesta competição então o que dirias se ele fizesse a estreia completa nas mesma condições na mesma competição mas ao minuto 89 isso era o que um assassinato, pois aconteceu e foi ao ola John mas isso agora não interessa ele não é português nem formado no clube não tem a simpatia de ninguém.

dezazucr disse...

"Ivan Cavaleiro faz praticamente esquecer Salvio na ala esquerda"

2 tiros humorísticos:
- fazer esquecer Salvio???
- Sálvio na ala esquerda???

wtf??? posso fumar disso também?

pitons na boca disse...

Eu ri-me, portanto deve ser mesmo um post a brincar.

Todos sabemos que o objectivo dos treinadores - não só o Jójus mas todos, não se iludam - é queimar os jovens jogadores do clube que representam. Nem os vão preparando ao longo das semanas, apenas chegam perto deles e dizem "olha, entra para ali e corre, pode ser que a bola te chegue aos pés. se sim, chuta para longe mas na direcção contraria ao teu GR".
Tentar escamotear isto é lançar areia do deserto de Tatooine aos olhos do Jabba, the Hutt.

E sim, também fico chateado quando não recebo em casa a carta com o inquérito a perguntar a que minutos devem entrar esses mesmos jogadores.

Uma falta de consideração, é o que é. :)

Hugo disse...

O Valdemar já comentou o comportamento dos seus comandos de betinhos fascistas?

Bernard öZilva disse...

Cavaleiro não tem magia nos pés...

É uma espécie de versão melhorada de Silvestre Varela(esse que é "Um Djalo que conseguiu fazer carreira")...

O Sturridge/Welbeck do Futebol Tuga...

(Go Ivan gooo)

Leo disse...

O Yannick do Seixal. Oh wait...