O Evangelho segundo Jazuz

Costumo fazer uma visita rápida pela blogosfera quando tenho um pouco mais de tempo, e tenho mesmo muito prazer em visitar este cantinho leonino onde aprendo sempre muito.

Gostava que lá dessem um saltinho, e que os nossos leitores benfiquistas (novamente) fizessem o exercício que ele lá propõe em relação ao nosso clube.

Não sei quanto a vocês, mas a mim ia-me custar imenso ver o nosso Jazuz com um cachecol de outra cor nos jogos da champiozleague. Compreendo a frustração de todos, quando chegamos a esta altura do campeonato, com uma equipa muito boa, e não conseguirmos estar em primeiro do campeonato, mas não consigo entender as milhares (milhões?) de vozes que se levantam para que o treinador saía. 

Não vos compreendo. 

Ouçam o que ele tem para nos dizer, e tirem ilações.

Abraço a todos os verdadeiros adeptos que estão com a equipa e com o treinador (com a direção já é outro assunto.) 

PS: não, ninguém me paga para fazer publicidade ao Jesus, nem sequer o conheço, nem a ele nem a ninguém da estrutura do Benfica, com muita pena minha. 

16 comentários:

hazinheira disse...

pois deve ser paixao... pelo S. Braga!!! RUA!!!

Filipe Araújo disse...

Uns das herói, noutros, vilão!

Não adoro JJ, mas não deixo de gostar dele. A forma como colocou a equipa a jogar, a qualidade ofensiva que deu, não o tínhamos há muitos anos!

Agora, não há eternos em lado nenhum. Eterno só o Benfica! Por isso, no final da época, e apenas lá, poderemos falar dele. Até lá, meus amigos, críticas construtivas, pois para destruir estão lá proenças e outros! Não os ajudemos, ok?

Filipe Araújo disse...

ps: obrigado pela referência ao meu blog. Gostei especialmente do acardito! lol

POC disse...

Vejo Jesus já como nosso. Coisa que não faço com a Direcção, uma das maiores vergonhas de sempre, por certo.

Mas Jesus erra demais. É um Scolari. Tem mentalidade, incute-a. Mas falta-lhe capacidade táctica. O resto até dou de barato, todos temos erros.

Tem acumulado erros graves. E tem-nos pagos. O resto são arbitragens e o Sistema (Vieira, oi?).

O ano passado errou tudo o que podia errar. Este ano tinha tudo, agora está muito complicado.
No final faremos contas.

Estou sempre presente. E sempre a apoiar. Quando termina, aí sim, revolto-me.
E durante o jogo, com o Nico. Porque não aceito que esse indivíduo continue a fazer o que faz. E Jesus é quem o mete. É que Emerson ainda se esforça. É uma merda, mas esforça-se. Nico...reticências para não ofendê-lo.

José Ramalhete disse...

Como é que se pode dizer que o JJ "tem mentalidade e incute-a" quando nos primeiros 20 minutos de 6ª feira os jogadores estavam completamente desorientados e acagaçados?

Vitto Vendetta disse...

Eu disse para tirarem as vossas ilações. Ele não é perfeito, longe disso, e enerva-me a fanfarronice.

Só que na minha perspectiva, por tudo o que já demonstrou saber, e especialmente pela mudança em termos disciplinares que promoveu no nosso balneário, é a pessoa indicada para nos orientar por mais uma época. Ou querem levar com o Chalana novamente?

MM disse...

Vitto,

Chalana, Camacho (este sim gozava de muita fama para tão parco futebol), Quique Flores: esses é que são bons, ao lado de Jesus?
Vejam algo tão simples:
O director desportivo que é uma referência do Benfica e todos gostam dele foi quem escolheu Quique para logo a seguir escolher Jesus. Que têm Quique ou Jesus a ver um com o outro? Nada. São escolhas por escolher, por fazer, baseadas em resultados e momentâneo estatuto e nada mais. Mas por acaso Rui Costa enganou-se, e Jesus para além de ter os resultados (Belenenses e Braga) tem de facto o que é preciso para pôr os seus a jogar muito futebol.

Os benfiquistas querem trocar a boa certeza do que têm pela incerteza de quem esclheu num ano Quique para a seguir escolher Jesus. Isto não é racional nem faz sentido.

Todas as vossas críticas resumem-se a lugares comuns que andam sempre em redor de 2 opções: Emerson e Gaitan. O Gaitan é um belíssimo jogador que precisa de subir alguns degraus quando Jesus é o treinador certo para ajudá-lo nisso mesmo.

E o Emerson responsabilizem quem o comprou. É para isso que servem os directores e os dirigentes: entre outras coisas tomar opções e "vigiar" o que fazem os técnicos. Tenho a certeza que Jesus pediu o Emerson do mesmo modo que pediu o James e 50 outros. Ele dá os nomes e fará parte do processo de escolha mas quem contrata não é ele.

Trocam tudo e querem deitar fora o que de melhor lá têm. Deixem-no chegar ao FCP que é para os traumas da época passada se repetirem todos novamente ... mas com o Jesus do outro lado. Aí sentirão saudades, como de costume.

Anónimo da Silva disse...

foda-se JJ no Porto? Rasgava o cartão de sócio!
No Porto para se ser treinador é preciso saber conjugar o verbo "fazer", por exemplo. E vou dar uma dica, "fazemozi-o" não faz parte dessa conjugação.

Pedro disse...

Mas o que é que JJ tem feito assim tão de especial no SLB? Um título? Tantos e tantos antes dele tb já o deram... e NENHUM, repito, NENHUM teve tão boas condições como ele.

Medo de ele ir para o fcp??
Pq?
Que nos pode acontecer se ele for para o fcp?

Levarmos 5 no Dragão? Sermos eliminados em casa nas meias finais da Taça de Portugal depois de uma vantagem de dois golos? Perdermos o título em casa? Ficarmos a 20 pontos?

Vitto Vendetta disse...

MM, acho que houve aqui uma falha de comunicação.

Peixinho da Silva, se tivesses aí o Jazuz chegavas ao hexa, e o teu prazidente sabizio.

Pedro, que tem ter levado 5 no dragão? que tem ter perdido o título em casa com o porto? para mim é a mesma merda que perder na reboleira ou levar 1 ou 2 do aljustrel. Até parece que o porto é alguma coisa...

pitons na boca disse...

O "fundo" pode ser uma coisa muito subjectiva e por vezes parecer inalcançável mas, não tenho pejo em dizê-lo, agora bateste mesmo no fundo, Vitto... e mais não digo.

Desejo-te melhores dias.

bjorn disse...

"Como é que se pode dizer que o JJ "tem mentalidade e incute-a" quando nos primeiros 20 minutos de 6ª feira os jogadores estavam completamente desorientados e acagaçados?"

Hear, hear - onde ele mais falha é precisamente na mentalidade, na minha opinião, o que ajuda a que a equipa falhe constantemente quando é a doer.

Bcool973 disse...

Vitto, as contas fazem-se no fim da época, pois até agora temos:
1.ª época - campeão, eliminado cedo na taça, vitória na taça da liga com um esmagamento dos tripeiros no algarve, eliminados nos 1/4 final da liga europa por culpa própria - david luis à esquerda reeditando a táctica que tão maus resultados tinha tido com o quique - saldo bastante positivo
2.ª época - derrota vergonhosa na supertaça, não pelo resultado mas pela atitude de desprezo por uma competição, um campeonato muito fraco, acabando a 20 pontos do porto, levando 5 nas antas (com a táctica de david luis à esquerda), permitindo aos tripeiros festejarem o título na luz após uma derrota em casa, na taça depois de grande vitória nas antas, eis que é eliminado pelos tripeiros em casa nas 1/2 finais, vitória do costume na taça da liga apesar de uma final muito sofrível em coimbra contra o paços, na liga dos campeões uma presença vergonhosa, onde se destacam os 3 que levámos em israel e uma qualificação in extremis para a liga europa onde seria eliminado pelo braga nas meias finais mostrando a incapacidade gritante - saldo muito negativo com várias derrotas humilhantes
3.ª época - campeonato está em mau estado depois da derrota em casa com a tripeirada (3.ª seguida) ficando a 3 pontos deles com desvantagem no confronto directo depois de há 3 jornadas ter 5 pontos de vantagem, na taça foi eliminado pelo marítimo na 1.ª derrota da época, na taça da liga recebe a tripalhada nas meias finais, na liga dos campeões uma fase de grupos muito boa, eliminando o unaite, uma derrota na rússia frente a um adversário acessível e tem hoje a hipótese de dar um pontapé na crise de resultados e chegar aos 1/4 de final, ainda não há dados suficientes para avaliar a época mas os indicadores são negativos até agora

Que fique desde já claro que uma terceira vitória na taça da liga e o apuramento para os 1/4 de final da champions não constituem um saldo positivo.

O balanço faz-se no fim da época e ao contrário do que o MM tanto diz, os clubes que têm no seu ADN a glória da vitória não se podem resumir às coisas bem feitas, têm que ganhar pois esse é o elemento chave do seu adn e o agregador das massas. Eu apoio sempre o Benfica nos bons e nos maus momentos e infelizmente já vi muitos (alvalade, vigo, luz, antas, braga, etc., etc.), já vi equipas do Benfica que tinham tanta qualidade como qualquer guimarães ou marítimo, mas nunca deixei de ser do clube, agora o Benfica nunca pode ser um Arsenal, onde o treinador que está há 16 anos teve sucesso para aí nos 1.ºs 6 e depois vem-se arrastando com equipas razoáveis mas sem ambição verdadeira de vitória, isso não é o Benfica e sempre achei que isso também não era o sporting, mas já começo a duvidar pois celebram cada taça de portugal como se de um grande feito se tratasse e esquecem que o campeonato é o objectivo máximo de qualquer dos grandes em Portugal só podendo ser suplantado pela vitória numa competição Europeia, designadamente a Champions, porque para mim, a Liga europa está um pouco abaixo do campeonato.

Jesus tem muitos defeitos e muitas qualidades, mas como qualquer profissional que está no Benfica, serão os resultados em termos de títulos que ditarão o seu futuro

Vitto Vendetta disse...

Caralho, se não ganharmos a merda da champions o Vitto Vendetta deixa de escrever neste blog!

PÓCARALHO!!!

Anónimo da Silva disse...

Vais deixar de escrever no blog?

Vitto Vendetta disse...

Não anónimo, eu não me chamo Vitto Vendetta, como tu bem sabes.