Até sempre, Rui Tovar


Foi presença assídua em minha casa, em conjunto com outros vultos como Nicolau Melo, Gabriel Alves, Manollo Belo ou Ribeiro Cristóvão, nas longas maratonas de ciclismo, nas noites de domingo, na rádio, nos jornais, em grande parte do meu crescimento. Rui Tovar acabou afastado dos ecrãs da RTP após anos de convívio, não se sabe bem porquê. Há quem mencione uma célebre entrevista a Pinto da Costa, nos inícios de 90, há quem diga que as novas gerações lhe fizeram a cama, mas a verdade é que não sei, embora haja quem saiba.

Acaba por regressar ao nosso convívio com regularidade no último ano, pela mão da CM TV, o que me fez, na altura, googlar o homem para ver a sua idade, e fiquei descansado pois achava que ainda teríamos muitos e muitos anos de Rui Tovar. Enganei-me. Esperemos agora que os arquivos da RTP, onde empenhadamente também trabalhou, nos libertem horas e horas de Rui Tovar, para que o desejo de o termos durante muitos e muitos anos mais, e para que o mais importante de qualquer vertente do jornalismo seja preservado - a memoria.

Descanse em Paz, Rui Tovar

8 comentários:

Valdemar Iglésias disse...

A voz que me acompanhava aos domingos.

Um jornalista desportivo isento. Quase de certeza um sportinguista.

Descanse em paz.

Daniel disse...

Por acaso não era sportinguista nem lagarto...
Até porque não conheço lagartos isentos!

E sim! Esta é pra ti ó William Carvalho! :P

Señor B disse...

Se era isento não havia necessidade de mencionar a sua filiação clubística.

LDP disse...

...cada melro, cada cagadela...



Quanto a Rui Tovar, uma voz inconfundível.

Valdemar Iglésias disse...

Quando foi o Eusébio, quando foi do Coluna, para lá da referência nacional, que foram, o Benfica na pessoa do presidente, mas todos os adeptos cavalgaram a onda encarnada. Não vi nenhuma bandeira Portuguesa no funeral, por exemplo. Vi a do Benfica.

Não vejo em que é que referir que o Rui Tovar foi sportinguista ofende quem quer que seja.

Até porque isso, ao contrário da maioria dos jornaleiros lampiões de hoje em dia, não transpareceu nunca para o comentário desportivo do Rui Tovar.

Não há que ter vergonha. Rui Tovar, como Artur Agostinho, foram grandes e orgulhosos sportinguistas, e simultâneamente, grandes jornalistas.

Um abraço.

Rui Dias disse...

valdecoiso a questão aqui nao foi a de mencionares que ele era um sportinguista isento...foi a de ouvir-te a ti ter isso como algo positivo! Se o achasses assim tão positivo então tembem o utilizarias na tua vida!

O Sr Rui era Sportinguista e era isento...disso ninguem duvida!

Não dá é muito gosto, num dia como o de hoje, ver-te a ti utilizar essas expressoes....

As pessoas merecem respeito...não te mistures!

LDP disse...

Certamente por ter sido grande e orgulhoso sportinguista, é que o Rui Tovar sentiria imensa vergonha do teu "sportinguismo", Valdemar.

...apraz-me verificar que ao menos sabes como se escreve o termo "isento".

Shiver disse...

"Não vi nenhuma bandeira Portuguesa no funeral, por exemplo. Vi a do Benfica"

Devias saber porquê Valdemar,porque o Benfica é maior que Portugal.

Depois desta evidencia só é pena que nem todos os sportiguintas sejam com esse senhor.

RIP.