NASCEU UM MEME

15 comentários:

POC disse...

Patrão... não consigo gozar. Ele não é parvo, mas tem este problema desde criança.
Respect Oeiras.

Fehér 29 disse...

Eh POC, não sabia que eras meu conterrâneo...

Diogo Maurício disse...

1.37 " isto é para vir ao futebol, não é pra andar a ...a coiso .."
também acho que sim !

POC disse...

Conheces o homem?
Já fui de Oeiras, está nos meus genes.

hertz disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
hertz disse...

Mais uma vez o sporting a mostrar o seu nível e nobreza

https://pbs.twimg.com/media/BcsA88TCAAAkNMn.jpg:large

LM disse...

Desculpa lá camarada hertz, mas estás a tomar as dores do Futebol Corrupto do Porco porquê?! Nisto os gajos estiveram bem (e já agora que bela jogatana fizeram). Chapeau!

hertz disse...

LM, eles fizeram isso aos porcos e estou-me nas tintas para eles mas não deixa de ser uma atitude de muito baixo nível, uma atitude "a porto"

artnis disse...

Não lhe bastava 'vestir' tão mal da cabaça, ainda tem que ser do coiso ... perdão,do fêcêpê!

Coitado!

Luke Psywalker disse...

Desligar as luzes e ligar o sistema de relva é uma atitude "a quê"?
Abandonar o relvado enquanto a equipa vencedora recebe a taça é uma atitude "a quê"?

... pois

Tiago disse...

Adeptos do clube da rega e dos treinadores que não são electricistas virem falar de atitudes à porto é de chorar a rir.
Tem quase tanta piada como ouvir um adepto do clube que ontem visitou Alvalade a queixar-se de arbitragens.

E já agora, porque imagino que ninguém daqui tenha vista esta parte do espectáculo, esta foi a música que tocou no estádio quando a equipa visitante entrou para o aquecimento: http://www.youtube.com/watch?v=x3ZFTkfUWz4

hertz disse...

Mas quem é que anda sempre a dizer "somos diferentes", "não somos como eles", "somos nobres", bla bla bla?

pois...

Tiago disse...

Não é por chamarmos filho da puta a um filho da puta que deixamos de ser nobres.
O filho da puta é que nunca o foi.

DeVante disse...

Eu diria outra coisa:
"Não é por chamarmos filho da puta a um filho da puta que nós deixamos de ser filhos da puta".
Ou seja, não é por apregoarmos que somos diferentes que passamos logo a ser diferentes...

Rafael Ortega disse...

Acho que não vale a pena gozar, o moço tem claramente uma limitação mental (e não é só derivada do cachecol).